#OpValeDaMorte - Brumadinho

Operações 22 de Dez de 2021 EN ES

Deface realizada no site de Brumadinho

0:00
/

Saudações cidadãos do Mundo.
Saudações, cidadãos do Brasil.

Tomamos mais uma vez um site para podermos conversar com vocês.

Em 2019 o mundo assistiu ao segundo maior desastre ecológico do Brasil. O Rompimento da barragem em Brumadinho causou danos permanentes à ecologia e à sociedade local. E também tomou a vida de 270 pessoas, a maior parte de trabalhadores da Vale, empresa responsável pela barragem.

Algumas pessoas consideram este como o maior acidente de trabalho da história do Brasil. Nós não concordamos.

Não se tratou de um acidente.

Estamos nos aproximando do terceiro aniversário da tragédia. Já sabemos, por exemplo, que a situação precária da segurança da represa era bem conhecida pelo quadro da diretoria.

Quinze dias antes do rompimento, o Sr. Fabio Schvartsman, Presidente da Vale à época, recebeu um e-mail denunciando as péssimas condições da represa e alertando para a tragédia iminente. Estas denúncias foram sumariamente ignoradas.

Schvartsman chegou a ser réu em um processo movido na justiça mineira, devidamente anulado pelo STJ, que julgou que o caso deveria ser de competência federal. Enquanto isso, 16 executivos assassinos estão soltos, 3 anos após terem cometido um massacre com sua lama.

Enquanto as instituições se encarregam de proteger os executivos omissos e assassinos, as 270 famílias que terão de comemorar mais um natal com um lugar vago à mesa precisam lutar para terem qualquer espécie de justiça.

Diversos órgãos internacionais denunciaram, por exemplo, o acordo feito sem a presença das famílias atingidas, às portas fechadas, sem nenhum qualquer de transparência.

Para os acionistas da Vale, a tragédia não parece ter feito muita diferença. As ações recuperaram seu valor após uma pequena queda poucos meses depois.

Afinal de contas, enquanto há miseráveis para substituir os trabalhadores caídos, a vida não vale nada.

Aos assassinos da Vale, e às instituições que trabalham dia e noite para garantir sua impunidade, deixamos um aviso:

Nós não esqueceremos. Nós não perdoaremos.

Nos aguardem.

Marcadores

EterSec

EterSec é uma célula Anonymous baseada nas ações coletivas e na diversidade. Na era da informação, não podemos nos isolar, devemos nos unir na construção coletiva de um futuro mais livre.